Fanfiction Portugal
Todos os dias vemos o fórum crescer, mais uma pessoa a revelar os seus desejos mais íntimos nas suas frases.
Já sabes, não vais querer sair!
Para ajudares o fórum a continuar a crescer, mete gosto: http://facebook.com/fanfictionpt


Fórum fanfictionpt não é apenas um fórum, é O fórum de fanfics. É especialmente para as pessoas que gostam de escrever ou simplesmente ler. Mas aviso-te, quando te registares... não há volta a dar, não vais querer sair!
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Últimos assuntos
» Visual de Março
Qui 28 Ago - 10:55 por Patrícia B. ❃

» bonjour, ça va?
Qui 28 Ago - 10:52 por Patrícia B. ❃

» Escritor do mês de Abril
Seg 14 Abr - 0:15 por Andarilho

» Oi povo!
Qui 10 Abr - 20:41 por Mariana

» Sugestão para botões
Qui 10 Abr - 20:36 por Mariana

» Fernando Anitelli - Sintaxe à Vontade
Qua 9 Abr - 13:13 por Andarilho

» Momento Musical
Seg 7 Abr - 14:28 por Mariana

» Olá gente!
Seg 7 Abr - 9:39 por Mariana

» Parabéns Lilyh <3
Dom 6 Abr - 23:04 por Principiesa

Histórias em andamento:
Justin Bieber:
One Direction:
Originais:
Crossfics:
A Força d'um Amor (+18) 

Se a tua história não estiver aqui manda uma mp à administração.
Novo nos fóruns?

És novo/a por aqui?
Clica neste link.

Afiliados
 

Para fazeres parceria com o nosso fórum, manda mp à administração.

Compartilhe | 
 

 Álvaro de Campos - Se te Queres Matar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Special K
Mod. Publicidade


Mensagens : 364
Data de inscrição : 24/09/2011
Idade : 103

MensagemAssunto: Álvaro de Campos - Se te Queres Matar   Dom 22 Jan - 17:33

Fernando Pessoa é algo maravilhoso, depois de o estudar uma pessoa nunca mais é a mesma, para mim, é a pessoa mais genial de que tenho conhecimento. Não hesitaria em apontá-lo como o melhor poeta que alguma vez existiu, e como este fórum está a morrer quero ajudar a trazê-lo à vida com qualidade.

O único problema é escolher qual o poema que vou partilhar, lol.

Álvaro de Campos - Se te Queres Matar

Se te queres matar

Se te queres matar, porque não te queres matar?
Ah, aproveita! que eu, que tanto amo a morte e a vida,
Se ousasse matar-me, também me mataria...
Ah, se ousares, ousa!
De que te serve o quadro sucessivo das imagens externas
A que chamamos o mundo?
A cinematografia das horas representadas
Por actores de convenções e poses determinadas,
O circo polícromo do nosso dinamismo sem fim?
De que te serve o teu mundo interior que desconheces?
Talvez, matando-te, o conheças finalmente...
Talvez, acabando, comeces...
E de qualquer forma, se te cansa seres,
Ah, cansa-te nobremente,
E não cantes, como eu, a vida por bebedeira,
Não saúdes como eu a morte em literatura!

Fazes falta? Ó sombra fútil chamada gente!
Ninguém faz falta; não fazes falta a ninguém...
Sem ti correrá tudo sem ti.
Talvez seja pior para outros existires que matares-te...
Talvez peses mais durando, que deixando de durar...

A mágoa dos outros?... Tens remorso adiantado
De que te chorem?
Descansa: pouco te chorarão...
O impulso vital apaga as lágrimas pouco a pouco,
Quando não são de coisas nossas,
Quando são do que acontece aos outros, sobretudo a morte,
Porque é a coisa depois da qual nada acontece aos outros...

Primeiro é a angústia, a surpresa da vinda
Do mistério e da falta da tua vida falada...
Depois o horror do caixão visível e material,
E os homens de preto que exercem a profissão de estar ali.
Depois a família a velar, inconsolável e contando anedotas,
Lamentando a pena de teres morrido,
E tu mera causa ocasional daquela carpidação,
Tu verdadeiramente morto, muito mais morto que calculas...
Muito mais morto aqui que calculas,
Mesmo que estejas muito mais vivo além...

Depois a trágica retirada para o jazigo ou a cova,
E depois o princípio da morte da tua memória.
Há primeiro em todos um alívio
Da tragédia um pouco maçadora de teres morrido...
Depois a conversa aligeira-se quotidianamente,
E a vida de todos os dias retoma o seu dia...

Depois, lentamente esqueceste.
Só és lembrado em duas datas, aniversariamente:
Quando faz anos que nasceste, quando faz anos que morreste;
Mais nada, mais nada, absolutamente mais nada.
Duas vezes no ano pensam em ti.
Duas vezes no ano suspiram por ti os que te amaram,
E uma ou outra vez suspiram se por acaso se fala em ti.

Encara-te a frio, e encara a frio o que somos...
Se queres matar-te, mata-te...
Não tenhas escrúpulos morais, receios de inteligência!...
Que escrúpulos ou receios tem a mecânica da vida?

Que escrúpulos químicos tem o impulso que gera
As seivas, e a circulação do sangue, e o amor?
Que memória dos outros tem o ritmo alegre da vida?
Ah, pobre vaidade de carne e osso chamada homem.
Não vês que não tens importância absolutamente nenhuma?

És importante para ti, porque é a ti que te sentes.
És tudo para ti, porque para ti és o universo,
E o próprio universo e os outros
Satélites da tua subjectividade objectiva.
És importante para ti porque só tu és importante para ti.
E se és assim, ó mito, não serão os outros assim?

Tens, como Hamlet, o pavor do desconhecido?
Mas o que é conhecido? O que é que tu conheces,
Para que chames desconhecido a qualquer coisa em especial?

Tens, como Falstaff, o amor gorduroso da vida?
Se assim a amas materialmente, ama-a ainda mais materialmente:
Torna-te parte carnal da terra e das coisas!
Dispersa-te, sistema físico-químico
De células nocturnamente conscientes
Pela nocturna consciência da inconsciência dos corpos,
Pelo grande cobertor não-cobrindo-nada das aparências,
Pela relva e a erva da proliferação dos seres,
Pela névoa atómica das coisas,
Pelas paredes turbilhonantes
Do vácuo dinâmico do mundo...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Álvaro de Campos - Se te Queres Matar
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» IV Open de Plastimodelismo IPMS - São José dos Campos
» Criação/Manipulação de Campos de Força
» Ajuda, Fiz uma compra no ebay.
» VICKERS VISCOUNT 827 VASP 1/144
» AIRBUS A-300 CRUZEIRO AIRFIX 1/144

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fanfiction Portugal :: Poemas :: Adaptados-
Ir para: